Notícias

07 de July de 2015

Vice-governador e secretários ouvem população do Cone Sul durante audiência pública em Cerejeiras

Encontro com representantes dos municípios do Cone Sul e secretários de Estado Cabixi, Cerejeiras, Chupinguaia, Colorado do Oeste, Corumbiara, Pimenteiras e Vilhena (9)

O vice-governador conduziu a audiência pública realizada em Cerejeiras

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Floriano Peixoto, em Cerejeiras, foi o ponto de encontro da comunidade com secretários de Estado e outros dirigentes no decorrer desta segunda-feira (6). Entre as autoridades presentes estiveram o vice-governador Daniel Pereira, que provocou a audiência pública, o subchefe da Casa Civil, Ezequiel Neiva, os secretários de Ação Social, Valdenice Ferreira, de Meio Ambiente, Vilson Salles, de Agricultura, Evandro Padovani, o diretor presidente da Emater, Luiz Gomes, o prefeito da cidade Airton Gomes. Dirigentes sindicais e representantes de associações também participaram da reunião.

Airton Gomes abriu o encontro declarando ser o evento uma reunião de trabalho de grande importância para os municípios do Cone Sul, gestores e munícipes, por se tratar de uma porta aberta para que todos pudessem apresentar suas demandas e disse estar muito satisfeito pela oportunidade apresentada pela audiência.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Saulo Siqueira, destacou que o momento não poderia ser mais oportuno e “Cerejeiras está muito grata pela vinda do governo aqui”.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luizinho Goebel, salientou a atenção do governo do Estado que não mediu esforços em deslocar seu pessoal por quase 900 quilômetros, referindo-se ao pessoal de Porto Velho. “Nós sabemos que são muitas as demandas e aqui muitas poderão ser discutidas e acolhidas pelos representantes de cada pasta”, disse.

Ele destacou que o Cone Sul tem muitos assuntos na área do meio ambiente, especialmente quanto ao andamento de processos e que o secretário Vilson Salles, titular da Sedam, ouviria pessoalmente os interessados, “o que é muito positivo”.

GRUPOS DE TRABALHO

Após as apresentações foram formados grupos com representantes das pastas, conforme atribuição de cada uma e as reivindicações foram recebidas e anotadas pelos dirigentes. Algumas delas com encaminhamento imediato, como no caso apresentado ao coordenador geral de policiamento, responsável pela região de Cacoal a Vilhena, incluindo municípios da região fora do eixo da BR-364, coronel Paulo Sérgio Vieira Gonçalves.

Segundo ele, um cidadão comprou um carro que lhe foi tomado indevidamente. Apesar de registrado, ele está com problemas para reaver o veículo, especialmente devido ao deslocamento nos municípios, com alguns telefonemas o coronel fez os encaminhamentos e pediu apoio a própria polícia para ajudar na apreensão e recuperação do veículo.

Outro assunto definido foi quanto ao monitoramento de Cerejeiras, cujo projeto prevê a instalação de nove câmaras de segurança. “Conversamos com o secretário de Fazenda e ajudamos a sanar alguns problemas”, declarou. Com isso, o processo continua a tramitação e logo as ruas do município serão equipadas.

O coronel Gonçalves estava acompanhado do comandante da PM em Cerejeiras, tenente Ivan César Vian.

MALHA VIÁRIA

O diretor operacional do DER, Marcelo Gurgel, destacou a responsabilidade da diretoria que cuida de 9.800 quilômetros de malha viária, sendo 1.180 no Cone Sul.

Gurgel relatou algumas ações do Departamento, como o anel viário de Ji-Paraná, cuja obra o DER assumiu, e também o projeto de asfaltamento das ruas de Cerejeiras. Ele explicou que empresa vencedora não fez a obra, mas que há uma possibilidade de a obra ser retomada pela segunda ou terceira colocada, dependendo apenas do posicionamento legal para o realinhamento do valor. Inicialmente a obra estava orçada em pouco mais de R$ 3,6 milhões, há cerca de dois anos.

A abertura de uma rodovia ligando Corumbiara a Chupinguaia também foi apresentada e, com ela, a produção de soja – principal produto da região – teria um escoamento mais rápido e com redução de custos. “Trata-se de uma obra estratégica”, ressaltou Gurgel.

Acompanhado pelo residente de Colorado do Oeste, Paulo Ferreira da Silva, e pelo engenheiro Messias Dantas de Araújo, Marcelo Gurgel comentou que a audiência foi muito produtiva e que o contato do DER com prefeitos e vereadores foi positivo e que algumas coisas puderam ser alinhavadas.

CADEIA PRODUTIVA

Importante na cadeia produtiva do Cone Sul pela produção de gado de corte e leiteiro, Colorado do Oeste foi representada pelo prefeito Josemar Beatto, que destacou a audiência como uma forma prática de trabalho. “Nem sempre conseguimos tratar todos os assuntos quando vamos a Porto Velho e acho muito válido trazer os secretários nos municípios para ver a realidade de mais perto”. Segundo Beatto, a falta de recursos não é novidade para nenhum gestor municipal, e que para solucionar os problemas torna-se necessário inovação e ousadia por parte dos prefeitos. “Com recursos próprios nós recuperamos uma ponte que parecia irrecuperável, mas pra fazer isso tivemos que trabalhar muito”.

O secretário de Meio Ambiente, Vilson Sales, abordou a falta de regulamentação de alguns temas, anunciou que a segunda Aproximação do Zoneamento Socioeconômico Ecológico que está em andamento vai ampliar a expansão da floresta plantada para 50%, diferente do percentual atual que é de 35% e que em poucos dias os empresários poderão acompanhar on-line os processos de licenciamento e um pouco mais pra frente, também estarão on line os processos de manejo florestal. Segundo ele, também está entrando na fase final a elaboração de uma base cartográfica digital, que vai auxiliar especialmente o setor produtivo. Após a conclusão a mesma será encaminhada ao IBGE para reconhecimento e então passará a vigorar. Para Salles, a reunião foi muito proveitosa, porque além da aproximação com o setor produtivo, foi possível colher algumas sugestões que serão analisadas.

A cobertura de vacinação de 99,98% do rebanho bovino de Rondônia foi motivo de aplauso na audiência pública, mas tal alcance, de acordo com a servidora Valéria Santos, que representou a Agência Idaron no evento, só foi possível devido ao nível de conscientização do produtor rondoniense, que assimilou a importância da vacinação para a valorização do rebanho. Ela relatou que esse cuidado tem levado o governo a fazer sorologias que certifiquem o estado como área livre de doenças como brucelose e outras doenças. Segundo ela, no ano passado foram cinco sorologias em suínos e bovinos.

A superintendente da Pesca em Rondônia, Ilce Oliveira, também participou do encontro em Cerejeiras e destacou a necessidade dos produtores direcionarem o investimento na criação de peixes em tanques de redes, ao invés de viveiros escavados. Segundo ela, os peixes de tanque tem maior aceitação e o aproveitamento do resíduo chega a 100%, porque água após passar pelo processo do decantamento, parte dela volta para o tanque a que contem os resíduos fecais e resto de ração passa a ser utilizado como fertilizante. Destacou também a necessidade de mais frigoríficos em Rondônia e fez o chamamento dos produtores para o V Congresso Brasileiro de Piscicultura que acontecerá em Porto Velho no começo de dezembro.

Grupos de trabalho discutiram temas específicos durante a manhã

Grupos de trabalho discutiram temas específicos durante a manhã

Luiz Gomes da Emater salientou a política do órgão para a região do Cone Sul contabilizando números de 2015, são 76 agroindústrias regularizadas, conta com 2090 famílias assistidas pela Emater, um rebanho leiteiro de 192.767 cabeças com uma produção diária de 201.639 litros de leite. No quesito vacinação contra tuberculose e brucelose, foram imunizadas 6.664 bezerras de 991 produtores rurais. 611 vacas adultas foram inseminadas, tendo nascidos 430 animais. 87 produtores estão assistidos com silagem e dos 180 hectares de milho plantado foram colhidas 6.090 toneladas de grãos. O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) destinou à região R$ 1.420.600,00, beneficiando 378 produtores cadastrados e 90 entidades. Na piscicultura são 177 produtores em área alagada de 268,30 hectares e produção de 1878,10 toneladas. E no crédito rural 345 projetos foram aprovados com recursos de R$12.732.800,95. Em um dia de negócios realizado recentemente em Colorado do Oeste foram elaboradas 72 propostas somando R$8.254 milhões, destas, 39 propostas já foram implementadas somando R$ 5.225 milhões de negócios.

A produção de urucum no Cone Sul equivale a um pouco mais de 50% da produção do estado. Em uma área de 990 hectares, foram produzidos o equivalente a 3.450 quilos por hectare ou 1.142 toneladas do produto. As prioridades para a região estão focadas na construção do entreposto para recebimento de peixe e fábrica de gelo; construção do frigorífico para abate de suínos; construção de armazém da cibrazem/conab e projeto para aquisição de 500 prenhes sexadas de fêmea, para atender 50 produtores de leite.

A professora Maria Ferreira, coordenadora regional de Educação em Cerejeiras, representou a Seduc e fez uma exposição panorâmica da situação da educação no Cone Sul. O professor Abílio Ciriaco do Instituto Federal de Educação pediu o apoio das autoridades para que curso de zootecnia (bacharelado) tenha a implantação mantida no campus de Colorado do Oeste, onde já existe as cadeiras de Agronomia, licenciatura em Biologia e tecnólogo em Gestão Ambiental e o de Laticínios, que está sendo discutido para transformação em Engenharia de Alimentos.

PARCERIAS E AUDIÊNCIAS

Para Daniel Pereira, há muito o que se fazer e o desejo dele é contribuir para que o governador Confúcio Moura possa executar o maior número de projetos possível em todas as áreas e em todo o estado, beneficiando cada vez mais contribuintes. Ele dirigiu os trabalhos da audiência durante todo o dia, sempre atento e encontrando uma solução para enriquecer essa ou aquela proposta. Anunciou que a vice-governadoria está desenvolvendo alguns projetos esportivos voltados para crianças e adolescentes da rede escolar estadual em Porto Velho e que pretende estender os mesmos aos municípios de Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste. E quer também desenvolver atividades voltadas para filhos de apenados.

Com as igrejas ele quer formar parceria para que estas se envolvam mais nas comunidades levando o ensino de música para as escolas. Segundo ele, audiência do Cone Sul foi primeira que deverá ser completada com a presença de secretários que não puderam participar do primeiro encontro, tão logo haja oportunidade, como a saúde, entre outros. O vice-governador destacou que é muito importante para o governo poder manter esse contato com gestores municipais, empresários e a comunidade de modo geral.

DIÁLOGO APROVADO

A aprovação da audiência foi unânime. As estudantes Isabela Oliveira e Daiene Paulino, de 15 anos, alunas do 2º ano do curso técnico em agropecuária e estagiárias da Emater, permaneceram o dia todo no evento e ao final disseram que aprenderam muita coisa no evento que vão poder aplicar no dia a dia do curso até sua conclusão e também na prática profissional.

O vereador Geraldo José de Corumbiara ressaltou que os avanços na administração pública são obtidos através de diálogos com as comunidades, “como o que se teve aqui hoje”. Senilson Santo Oliveira, da Associação de Pequenos Produtores de Assentamentos, a reunião produziu 100% de sua expectativa.

Para o vice-prefeito de Cabixi, Marcos Marques, “nós saímos ganhando, porque das ideias aqui discutidas podem nascer grandes projetos”. O que é fundamental para construir um Cone Sul ainda melhor.

Categorias

Agricultura, Agropecuária, Água, Assistência Social, Brasil, Capacitação, Convênios, Cursos, Ecologia, Economia, Educação, Empresas, Esporte, Governo, Habitação, Inclusão Social, Indústria, Infraestrutura, Justiça, Legislação

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/vhosts/iperon.ro.gov.br/httpdocs/wp-content/themes/portal-iperon/single.php on line 87

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/vhosts/iperon.ro.gov.br/httpdocs/wp-content/themes/portal-iperon/single.php on line 90