Notícias

12 de November de 2015

Contratação de estagiários e formação de Comitê vão fortalecer Educação Integral em Rondônia

Estagiários atuaram, inicialmente, em escolas de tempo integral, como a Bela Vista

Estagiários atuaram, inicialmente, em escolas de tempo integral, como a Bela Vista

A educação em tempo integral nas 19 escolas estaduais de Rondônia deverá passar por um fortalecimento em 2016. Visando à consolidação do projeto, serão contratados 274 estagiários. Além disso, a formação de um Comitê Estadual da Educação Integral, envolvendo diversos segmentos, pretende aproximar a escola ainda mais da sociedade.

O projeto Guaporé de Educação Integrada começou a ser discutido no estado em 2011, e implantado dois anos depois. Pelo menos 19 escolas em 13 municípios foram beneficiadas com a educação integral, que prioriza bairros ou regiões com maior vulnerabilidade social e com menores índices de desenvolvimento escolar,  utilizando a educação como instrumento de diminuição da pobreza, oferecendo ao estudante uma jornada escolar ampliada, dando a eles os suportes necessários para permanecer no ambiente escolar, como alimentação, cultura, esporte e lazer. Mas tem esbarrado em algumas dificuldades, como a presença de profissionais para acompanhar as atividades dos estudantes  beneficiados pela educação integral, que passa da casa dos 11 mil  alunos.

“Ainda há muito o que se fazer”, disse a coordenadora estadual da Educação Integral, Josélia Ferreira, ressaltando que duas ações são primordiais para a melhoria do projeto: a alimentação escolar e a contratação de estagiários.

O edital de chamamento dos estagiários já está sendo elaborado, e a convocação será feita para iniciarem suas atividades a partir do próximo ano letivo, logo após  o curso de capacitação que será ministrado pela própria Secretaria de Estado da Educação (Seduc), conforme a gerente de Educação Básica, Ana Lúcia Pacini.

Quanto ao Comitê Estadual, a primeira reunião está agendada para o dia 30 deste mês. A função deste colegiado é articular e discutir a educação integral com todos os segmentos e desenvolver parcerias das mais diversas, cujo resultado possa ser implementado à educação integral. Já estão envolvidos no comitê, além do Executivo estadual, o Poder Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e outros.

ENTREVISTA_NA_SEDUC_SOBRE_O_ENSINO_INTEGRAL_09112015_FOTOS_MAICONLEMES-4

Josélia Ferreira e Ana Lúcia Pacini

“É importante que outros setores também se sintam responsáveis pela educação”, explicou a professora Josélia, reforçando que a união desses e de outros órgãos vai proporcionar ao projeto Guaporé melhores condições de desenvolver suas  atividades, por meio de parcerias, como por exemplo, o que vem acontecendo em Rolim de Moura, numa ação conjunta da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), responsável pelo sistema prisional; a Vara de Execuções Penais e a Escola Monteiro Lobato. Com recursos do Programa de Autonomia Financeira (Proaf), programa federal que destina para cada escola uma verba específica para ser investida no próprio estabelecimento, os reeducando estão trabalhando na ampliação, e são beneficiados com a redução da pena.

As cinco escolas de Porto Velho, inseridas no Projeto Guaporé, serão beneficiadas com uma Emenda Parlamentar, do deputado Aélcio da TV, no valor de R$ 145 mil, recursos que serão empregados na ampliação de espaço nas escolas.

Categorias

Água, Assistência Social, Brasil, Educação, Governo

Tags

Comitê educação integral estagiários

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/vhosts/iperon.ro.gov.br/httpdocs/wp-content/themes/portal-iperon/single.php on line 87

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/vhosts/iperon.ro.gov.br/httpdocs/wp-content/themes/portal-iperon/single.php on line 90